Veja também:

Marão. Maior túnel da Península Ibérica com segurança máxima

Está a ser preparada uma grande festa para inaugurar o Túnel do Marão, uma obra há muito ansiada pelos transmontanos e que vai encurtar as distâncias entre Trás-os-Montes e o litoral.

A inauguração oficial acontece à tarde, mas a festa começa logo pela manhã com um passeio solidário pela infra-estrutura rodoviária de 5,6 quilómetros, organizado pelo município de Vila Real, com a ajuda da Câmara de Amarante.

O evento inclui um passeio de bicicletas, uma corrida e uma caminhada. Quem desejar participar tem de se inscrever e contribuir com géneros alimentares, que serão depois entregues à delegação de Vila Real da Cruz Vermelha.

À venda estará também uma camisola com a frase de Miguel Torga "Entre quem é", que custa "dois túneis" e cujas receitas revertem para a Cáritas Diocesana de Vila Real.

O presidente da autarquia, Rui Santos, explica que o objectivo da iniciativa "é claro, por um lado, propiciar a todos os cidadãos que queiram passar pelo Túnel do Marão antes da sua inauguração e de forma pedonal e, por outro lado, contribuir para uma causa solidária, dando uma ajuda a quem necessita".

Ao final da manhã, o túnel será atravessado por carros clássicos e vespas antigas.

À tarde, pelas 15h00, começa a inauguração oficial com a comitiva liderada pelo primeiro-ministro, António Costa, a entrar no túnel pelo lado de Amarante e os discursos a terem lugar do lado de Vila Real.

O fim da "barreira mítica" sete anos depois

A auto-estrada do Marão possui 26 quilómetros, quase seis em túnel, e começou a ser construída em 2009. Depois de três paragens e um resgate pelo Estado, abre oficialmente ao público às zero horas de domingo.

"Esta infra-estrutura acabará com a barreira mítica do Marão, uma barreira que era física, mas também era muito psicológica", afirma o presidente da Câmara de Vila Real, Rui Santos.

A abertura da infra-estrutura trará, no seu entender, "novas oportunidades, uma grande aproximação de Vila Real ao Porto, ao litoral, será um grande instrumento ao serviço do desenvolvimento da região de Trás-os-Montes e Alto Douro".