No início, era uma questão de sobrevivência. Quando a Microfinance Ireland começou a dar pequenos empréstimos a microempresas, em 2012, a Irlanda estava mergulhada numa crise económica e bancária.