Com mais de 95% dos votos contados nas eleições autonómicas catalãs, os partidos pró-independência obtiveram a maioria absoluta em número de assentos no parlamento regional, mas não em termos de votos.