A vitória do magnata do sector imobiliário, Donald Trump, nas eleições primárias da Carolina do Sul foi de tal forma avassaladora que já estava confirmada com apenas 1% dos votos contados.