Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.

Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.

As queixas começaram numa criança e estenderam-se a outras, desconhecendo-se ainda as causas dos sintomas manifestados, segundo a fonte dos Bombeiros Voluntários de Alcochete.

Os 32 menores, com idades entre os 10 e os 13 anos, receberam assistência no local, mas, por precaução, cinco foram transportados para o Hospital do Barreiro, uma vez que se encontravam engripados, disse à agência Lusa o segundo comandante dos Bombeiros Voluntários de Alcochete, José Martins, num balanço atualizado da situação.

De acordo com José Martins, nem todas as crianças frequentavam as mesmas salas da escola, nem almoçaram a mesma refeição.

Os menores foram assistidos na escola por elementos dos Bombeiros Voluntários de Alcochete, da Cruz Vermelha Portuguesa e do Instituto Nacional de Emergência Médica.

[Notícia atualizada às 19:25]