Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.

Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.

Os requisitos surgem em dois anúncios publicados pela agência do departamento de segurança que controla as fronteiras e alfândegas, e que supervisionará o projeto.

As propostas deverão chegar ao Governo dos Estados Unidos até ao próximo dia 29 de março.

Uma delas pede propostas para um muro de cimento, enquanto outra diz respeito a uma estrutura transparente.

De acordo com a descrição, o muro deve estar enterrado em 1,8 metros no solo e incluir portões automáticos para peões e veículos, e ser construído de uma forma que leve, pelo menos, uma hora para ser cortado.

Este é o passo mais recente da administração de Trump para a construção do muro na fronteira com o México, que o Presidente tem dito, nos últimos dias, estar a decorrer antes do prazo.

Trump tem insistido que será o México a pagar a construção da estrutura, que afirma ser necessária para travar o fluxo de imigrantes ilegais e traficantes de droga.

O custo total do projeto é desconhecido, mas os republicanos no congresso norte-americano admitem um valor entre 12 mil milhões e 15 mil milhões de dólares (11,1 mil milhões e 14 mil milhões de euros), e Trump apontou para 12 mil milhões de dólares.

No entanto, um relatório interno do departamento de segurança admitiu um valor superior, na ordem dos 21 mil milhões de dólares (19,5 mil milhões de euros).