Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.

Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.

Em comunicado, a Força Aérea Portuguesa anunciou hoje que "a apreensão dos estupefacientes e a detenção dos traficantes, duas pessoas de origem albanesa, foi realizada pela Guardia di Finanza", que integra as Forças Armadas italianas.

"Os meios nacionais ao serviço da agência Frontex [Agência Europeia da Guarda de Fronteiras e Costeira], em Itália, detetaram esta semana uma lancha rápida com cerca de 815 kg de haxixe, num valor aproximado de 750 mil euros", é referido no comunicado.

A aeronave C-295M da Força Aérea encontrava-se numa missão de rotina de vigilância e reconhecimento nas águas do Mar Mediterrâneo "quando detetou a embarcação suspeita".

"Esta operação contou com três meios navais da Guardia di Finanza e um helicóptero, que rendeu a aeronave da Força Aérea no período em que se deslocou para reabastecer", lê-se na nota.

De acordo com o mesmo comunicado, "a participação portuguesa voltou a ser alvo de vários elogios da parte das autoridades italianas e da Frontex, que destacaram as capacidades do C-295M e o profissionalismo dos militares que o operam".

Este ano, os meios da Força Aérea vão patrulhar o Mar Mediterrâneo durante sete meses em operações da Frontex.