Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.

Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.

Este foi o incidente mais grave entre os dois países, que permanecem tecnicamente em guerra, desde que a guerra civil rebentou na Síria, em março de 2011.

“Durante a noite (…) aeronaves atacaram vários alvos na Síria. Vários mísseis antiaéreos foram lançados a partir da Síria após a missão e os sistemas de defesa aérea (do exército) intercetaram um dos mísseis”, indicou o exército israelita em comunicado.

Nenhum dos mísseis atingiu o seu alvo, acrescentou o exército.

Tanto os ‘media’ israelitas como internacionais deram conta de ataques aéreos na Síria, que tinham como alvo veículos que transportavam armas do grupo libanês Hezbollah, que lutou contra Israel numa guerra devastadora em 2006 e agora combate ao lado do regime de Damasco.

No entanto, normalmente Israel não faz qualquer comentário.

O lançamento do míssil ativou sirenes no Vale Jordão durante a noite, informou o exército israelita.

O míssil foi intercetado a norte de Jerusalém pelo sistema de defesa Arrow, segundo os media israelitas.