Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.

Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.

Segundo os Bombeiros Sapadores de Lisboa, em declarações ao SAPO 24, o buraco terá cerca de 9 metros quadrados, 10 metros de profundidade e localiza-se na faixa de rodagem que dá acesso à avenida de Ceuta.

Foi ainda confirmado que não houve a ocorrência de nenhum acidente provocado pela 'cratera'.

Segundo fonte do Comando Metropolitano de Lisboa da PSP, citado pela Agência Lusa, o alerta foi dado pelas 15h10, tendo sido o trânsito cortado de imediato.

O abatimento verificou-se no final da Avenida de Ceuta para quem circula de sul para norte, junto a uma bifurcação que permite aceder à Avenida Calouste Gulbenkian (em direção à Praça de Espanha) ou ao Eixo Norte-Sul.

No local está já a PSP, a Polícia Municipal e os bombeiros.

Segundo a PSP, quem circula neste sentido da Avenida de Ceuta só consegue chegar até à Estação de Tratamento de Águas Residuais (ETAR) de Alcântara, tendo depois de seguir para o acesso para Campolide ou inverter a marcha.

No Twitter, Alberta Fernandes, pivôt da RTP3, partilhou fotos da 'cratera':

Em declarações aos jornalistas, Carlos Castro, vereador da Proteção Civil da Câmara de Lisboa, revelou que "a preocupação foi, a partir do momento em que recebemos o alerta, chegar rapidamente ao local, verificar as condições e verificar se havia pessoas feridas ou não".

O vereador conta ainda que "não houve qualquer dano de qualquer tipo, humano ou material".

"O cuidado foi imediato por parte dos bombeiros e da polícia municipal, e também da PSP, que estabeleceu um perímetro de segurança para que se impedisse qualquer passagem por esta área e se evitasse qualquer situação menos agradável", sublinhou.

Carlos Castro garantiu ainda ter já, no terreno, uma equipa de engenheiros "a fazer uma avaliação" para se proceder a "uma intervenção e ao estabelecimento da normalidade nesta via".

Para os automobilistas, o vereador reconheceu que esta "é uma situação pouco agradável", e anunciou que equipas da polícia municipal estarão "ao longo da Avenida de Ceuta, ou seja, até Alcântara a encaminhar o trânsito".

"Isto é uma situação que acontece em qualquer lugar do mundo", disse Carlos Castro, desvalorizando qualquer problema com o mau estado do pavimento.

As obras vão já começar a via deverá ser reaberta até quarta-feira, adianta a TSF.

Numa nota enviada à agência Lusa, o vereador do PSD na Câmara de Lisboa António Prôa afirma que "o problema da conservação do caneiro de Alcântara é há muito tempo conhecido", sublinhando que, desde 2008, a Câmara "tem pronto" o Plano Geral de Drenagem da cidade, que prevê investimento na rede de saneamento.

"A atual maioria que governa a Câmara tem adiado de forma irresponsável este urgente investimento", critica António Prôa, acrescentando que a Câmara "ignorou investimentos estruturais na cidade", dando prioridade aos que "agradam à vista".