Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.

Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.

Durante esta primeira conversa telefónica entre os dois líderes desde a posse de Trump (em 20 de janeiro), o chefe de Estado norte-americano convidou o Presidente da Autoridade Palestiniana a visitar Washington “em breve para discutir formas de retomar o processo político", disse a fonte palestiniana.

Trump sublinhou ainda "o compromisso [da administração norte-americana] num processo de paz genuíno entre palestinianos e israelitas”, referiu a mesma fonte.

Já Abbas abordou de forma explícita a solução de dois Estados (israelita e palestiniano), ideia sobre a qual Donald Trump pareceu distanciar-se durante um encontro com o primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, em meados de fevereiro, rompendo assim com décadas de diplomacia internacional.

Ainda na conversa via telefone, o Presidente da Autoridade Palestiniana salientou o seu “compromisso a favor da paz como uma opção estratégica (e) para o estabelecimento de um Estado palestiniano ao lado de Israel", concluiu a mesma fonte.