Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.

Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.

Angela Merkel encontrou-se hoje com o presidente dos Estados Unidos na Casa Branca. Depois de imprevistos com a neve, as coisas continuam a correr de uma forma algo… caricata entre os dois líderes.

À chegada de Angela Merkel, chanceler alemã, à Casa Branca, Donald Trump, o presidente dos Estados Unidos, cumprimentou-a com um aperto de mão. Porém, ao que parece, esse momento não teve direito a repetições.

Já depois de uma reunião na sala oval, os dois líderes surgem sentados para que os fotógrafos possam eternizar o momento. Por entre o ruído dos disparos, é possível ouvir os pedidos para que Trump e Merkel apertem as mãos.

A dada altura, é a chanceler alemã que parece virar-se para o presidente norte-americano e perguntar: “Quer dar um aperto de mão?”. Todavia, nada acontece.

Trump olha brevemente para Merkel, mas continua, de pernas afastadas, mãos juntas, a sorrir para as câmaras. Merkel decide fazer o mesmo: vira-se para as câmaras e deixa um sorriso que parece transmitir bem o momento estranho que acabara de se passar.

O vídeo surgiu esta tarde e jornais como o ‘The Guardian’ ou ‘Independent’ afirmam sem rodeios que Donald Trump “aparentemente recusou apertar a mão de Merkel”.

Certo é que, no meio do ruído, não é de excluir que o presidente dos Estados Unidos não tenha ouvido o pedido de Merkel.