Não há terra como a sua? Conte-nos tudo
  • Gosto uma parga de Santarém
    Gosto uma parga de Santarém
    Sou pouco dado a escrita jornalística, prefiro os relatos emotivos, sentidos e algumas vezes ressentidos. Por isso, proponho uma espécie de passeio de tuk tuk, serei o vosso guia numa visita informal e subjetiva, na qual a minha história pode e irá s
  • A Mêda é um jardim
    A Mêda é um jardim
    Para além da interioridade e dos problemas todos que ela acarreta, por demais explicados (quer o país se importe ou não), a Mêda vive ainda entalada numa indefinição existencial: não pertence à Serra da Estrela e está um tudo-nada a sul do Douro, não
  • Cara Madonna, e se visitasse Braga?
    Cara Madonna, e se visitasse Braga?
    Braga não está no primeiro lugar dos rankings das melhores cidades a nível nacional. Em Braga ainda é preciso fazer muito, mais e melhor — mas não se deixe iludir. Braga é, e continuará a ser, uma cidade excelente para se viver.
  • Viver em Carregal do Sal
    Viver em Carregal do Sal
    Localizado no sul do distrito de Viseu, com 9.835 habitantes (dados de 2011), Carregal do Sal é um concelho pequeno do ponto de vista populacional, com cerca de mais de mil habitantes que o Bairro da Alta de Lisboa, por exemplo. É um concelho que não
  • Abençoado subúrbio
    Abençoado subúrbio
    Eu nasci em 1994 e julgo que a maternidade de Oeiras fechou uns poucos anos depois; foi lá que nasci. Talvez dizer que fui dos últimos bebés que lá nasceu seja um exagero, mas gosto de pensar que há algo de especial e exclusivo em poder dizer “nascid
  • “Coimbra, uma lição...” ou então não
    “Coimbra, uma lição...” ou então não
    Não é a sul, mas também não é propriamente a norte. Não é no litoral, mas também não é bem no interior. Coimbra é uma cidade do centro do nosso país, a cidade da mais antiga Universidade de Portugal, outrora capital do conhecimento, hoje, da cerveja
  • A Minha Terra: Lisboa, já não és só para nós
    A Minha Terra: Lisboa, já não és só para nós
    Quando José Galhardo escreveu “Lisboa, não sejas francesa, tu és portuguesa, tu és só para nós” para Amália Rodrigues, estava longe de imaginar que alguma vez esta iria ser considerada a cidade mais “cool”, “trend”, “in”, “fancy” e “sexy” pelas revis

Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.