• London calling
    London calling
    Um documentário recente da BBC mostra admiravelmente como em menos de dois séculos Londres deixou de ser uma capital exclusivamente branca para se tornar uma metrópole global, multicolor, multirracial, onde convivem umas 50 culturas e mais de 100 lín
  • Um holandês preconceituoso
    Um holandês preconceituoso
    Qualquer de nós pode ter um mau dia. Este Jeroen Dijsselbloem tem um problema, acumula dias maus. Já todos sabemos o que comentou em entrevista ao Frankfurter Allgemeine: Vê os países da Europa do Sul como esbanjadores em copos e mulheres. Jeroen Di
  • O rapto da Europa
    O rapto da Europa
    A Europa aparece-nos hoje como uma entidade confusa, vaga, com a alma sequestrada. Vale lembrar relatos mais antigos. Na mitologia grega, Europa era filha de Agenor, rei da Fenícia, e foi raptada por Zeus que a levou para Creta, para que Hera, a muit
  • O que se passa agora na Holanda?
    O que se passa agora na Holanda?
    Ninguém na Europa estaria a ligar às eleições desta quarta-feira na próspera, pacífica e tradicionalmente libertária Holanda e a ficar nervoso à espera dos resultados se não fosse esta personagem com cabeleira que faz lembrar os compositores clássico
  • Museus no século XXI
    Museus no século XXI
    O museu mais visitado na América está em crise. É o Metropolitan Museum of Art, em Nova Iorque, conhecido como o Met. Recebe sete milhões de visitantes por ano, tem 2200 funcionários e um orçamento anual de 276 milhões de euros. O Met, fundado em 188
  • Mister Chance e Bonnie & Clyde em 2017
    Mister Chance e Bonnie & Clyde em 2017
    Os Estados Unidos, desunidos, estão mesmo a viver uma época de mudança. Na sexta-feira, Trump apareceu conquistador e foi aclamado como herói, em Fort Washington, no conclave deste ano da CPAC, a Convenção Conservadora, o músculo mais ideológico da d
  • Os Óscares no tempo de Trump
    Os Óscares no tempo de Trump
    A fantasia dos sonhos ou o combate social e político? Quem vai impor-se na noite dos Óscares? É já no próximo domingo a grande celebração do cinema em Los Angeles, e os cinco mil membros da Academia das Artes Cinematográficas de Hollywood tiveram até
  • Haja a esperança de um raio de luz
    Haja a esperança de um raio de luz
    Tudo indica que o partido antieuropeu e hostil à entrada de imigrantes, liderado por Geert Wilders, vai ser o mais votado nas eleições legislativas, daqui a um mês, na Holanda. Em França, Marine Le Pen vai celebrar e clamar que é a revolução nacional
  • A cabeça à direita de Trump
    A cabeça à direita de Trump
    Chama-se Stephen Bannon, é inteligente, astuto, obstinado, provocador, bizarro, polémico e descarado. Muito hábil a desenhar e construir estratégias e perito em manipulação. É um ultra, admirado pela direita mais estridente nos EUA. Há vários anos qu
  • Nova ordem: menos livres e menos seguros
    Nova ordem: menos livres e menos seguros
    O Papa Francisco, no dia de São Francisco de Sales, patrono dos jornalistas, exortou os profissionais deste ofício para que cultivem a comunicação construtiva, que favoreça a cultura do encontro e do respeito pelo outro. Bergoglio insta os jornalista
  • As ameaças no mundo trumpizado
    As ameaças no mundo trumpizado
    A Europa habituou-se nos últimos anos a ter um aliado na presidência dos EUA. Obama entendeu que a Europa unida é melhor para todos, interveio para manter a Grécia na União, tentou mostrar aos britânicos que o Brexit é uma escolha adversa, apoiou Mer
  • Uma vida sempre com ganas
    Uma vida sempre com ganas
    Amado ou detestado, Mário Soares foi sempre inteiro. Inteiro na vitória e na derrota, nos amigos e inimigos, na alegria e na (pouca) tristeza. Tudo o que fez na vida foi sempre com ganas. Com optimismo e grande vontade de viver.
  • Um campo minado numa porta da Europa
    Um campo minado numa porta da Europa
    As receitas do turismo na Turquia caíram 37% no espaço de 12 meses (fonte: WTO). É um efeito imediato da insegurança instalada no país que só em 2016 sofreu 19 sangrentos atentados terroristas com grande impacto, cinco deles em Istambul e três em Ank
  • 2017, um ano safado - mas que até pode safar-se
    2017, um ano safado - mas que até pode safar-se
    Este 2017 entra-nos com aviso de safadezas, mas o ano até pode safar-se. A certeza de avanços revolucionários da ciência, designadamente para eliminar doenças, a confiança na efervescência dos criadores culturais e a esperança na energia das pessoas
  • Também há boas notícias
    Também há boas notícias
    Às vezes, apesar do esforço de procura e de espera, não chegamos a encontrar uma notícia que seja feliz na capa de um jornal ou na abertura de um noticiário. Os factos, para passarem à categoria de notícia, precisam de ser novos, surpreendentes, impa
  • A felicidade que podemos procurar
    A felicidade que podemos procurar
    De repente, chegou o Natal, é devido ser uma época de alegria, e a equipa do SAPO 24 propõe-me que escreva aqui uma carta de desejos, como se fosse ao pai Natal – claro, o que é pessoal e íntimo não é chamado para uma tribuna pública. Que o mundo vá
  • O poder da palavra
    O poder da palavra
    Putin, Trump, Merkel, Xi Jinping e Francisco. São estes os nomes das figuras que a revista Forbes escolhe, por esta ordem, como as mais poderosas no mundo, nesta viragem de 2016 para 2017. Os quatro primeiros correspondem à liderança do poder polític
  • A esperança num homem decente
    A esperança num homem decente
    Um idealista como António Guterres assume a liderança das Nações Unidas quase ao mesmo tempo que o imprevisível desafiador Donald Trump entra pela Casa Branca como presidente do país que a revista Time retrata como “Estados Desunidos da América”. Ima
  • A crise existencial
    A crise existencial
    A promessa tinha sido de bem-estar e liberdade mas o que passou a sentir-se crescer nas sociedades ocidentais foi um mal-estar que também põe em causa algumas das liberdades. Os cidadãos fartaram-se de se sentirem negligenciados e estão a usar toda a
  • A escalada da pós-verdade
    A escalada da pós-verdade
    É um ritual a cada 12 meses, a equipa dos dicionários Oxford, publicados no Reino Unido e nos EUA, proclama a palavra que marca o ano que acaba. Para este 2016, provavelmente já sabe que a escolha é um neologismo que entra diretamente para a enciclop
  • O último patriarca
    O último patriarca
    Há momentos que fazem fronteira: o século XXI começou em 11 de setembro de 2001, nas Torres Gémeas de Nova Iorque; o século XX tinha começado a acabar em 9 de novembro de 1989, com a queda do Muro de Berlim, e chega à ponta final do fim neste 25 de n
  • A surpresa seguinte
    A surpresa seguinte
    O Nobel Mario Vargas Llosa é um escritor magistral com notável intervenção cívica e feroz recusa de qualquer forma de ditadura, seja de esquerda ou de direita. É um intransigente defensor da sociedade aberta muito influenciado pelo pensamento liberal