• Strangelove em 2017
    Strangelove em 2017
    Viria mesmo a calhar podermos ver ou rever por estes dias Dr. Stangelove. O filme do genial de Stanley Kubrick é uma sátira brilhante, realizada há 53 anos, então num tempo crítico da Guerra Fria, logo a seguir à altíssima tensão entre EUA e URSS por
  • Turistas e residentes: evitar o demasiado cheio
    Turistas e residentes: evitar o demasiado cheio
    A viagem é o gosto de encontrar e de enriquecer o conhecimento. É o prazer da imersão num outro lugar. Todos, ou quase todos, gostamos de viajar e de descobrir novas cidades e novos lugares. O turismo é uma fonte de riqueza para os países de acolhime
  • Os negócios no futebol
    Os negócios no futebol
    Há o desporto e há o futebol. São duas realidades distintas. O futebol nasceu como desporto - ainda há quem o jogue com esse espírito -, mas tornou-se sobretudo uma indústria globalizada, organizada num sistema que tem no topo uma meia dúzia de equip
  • Ubu em Varsóvia
    Ubu em Varsóvia
    O Rei Ubu é uma personagem monstruosa, corrupta, cobarde e cruel, para quem toda a manipulação dos factos é legítima. Assassina o rei para usurpar o trono. Na estreia, em dezembro de 1896, no Théatre du Louvre, em Paris, desta peça que antecipou o Te
  • Viagem pelo Erdoganistão
    Viagem pelo Erdoganistão
    Livros como Istambul ou o Museu da Inocência, do fascinante erudito Orham Pamuk, Nobel da literatura em 2006, não aparecem como primeira recomendação para visita turística à cidade turca que já foi Bizâncio e Constantinopla. Mas são um guia precioso
  • A Europa parece de volta
    A Europa parece de volta
    O Papa Francisco quis, na última quinta-feira, fazer uma declaração, sem rodeios: “A Europa deve assumir rapidamente uma estrutura federal. (…) A Europa ou se torna uma comunidade federal ou não vai contar no mundo”. Os mais poderosos dirigentes polí
  • O presidente-wrestler
    O presidente-wrestler
    Os 166 dias que a presidência Trump atinge neste 4 de julho trazem uma revelação: o homem que recebeu 63 milhões de votos para ser o chefe da nação supostamente mais poderosa no mundo, com o encargo de analisar problemas, receber conselhos, tomar dec
  • Summer of love
    Summer of love
    The summer of love começou num inverno, o de há 50 anos. Principiou em 14 de janeiro de 1967, no parque da ponte Golden Gate, de San Francisco, lugar da convocatória pelo poeta beatnick Allen Ginsberg e pelo papa da então legal LSD, Timothy Leary, pa
  • Estar à altura
    Estar à altura
    Muitas das melhores histórias não são escritas no teclado do computador, saem directamente do coração. O ofício de jornalista trata de construir frases para dar a entender, com a maior precisão e clareza possíveis, aquilo que de relevante acontece. À
  • A arma televisiva
    A arma televisiva
    Hamad bin Khalifa, emir do Qatar durante 18 anos (de 1995 até abdicar para o filho em 2013), chegado ao poder depois de derrubar o pai num golpe de estado, liderou um pequeno país que não chega a ter o tamanho da Estremadura e Ribatejo juntos, mas qu
  • Incerteza em Londres e em todo o Reino Unido
    Incerteza em Londres e em todo o Reino Unido
    Do atentado na ponte de Westminster (em 22 de março) ao da ponte de Londres (na noite de sábado) passaram 73 dias, e nestes menos de três meses, desgraçadamente, a primeira-ministra Theresa May teve de aparecer por três vezes na porta da residência d
  • A brecha atlântica e a deriva brasileira
    A brecha atlântica e a deriva brasileira
    A boa sintonia entre o Ocidente durou precisamente 69 anos: 3 de junho de 1948 é a data histórica em que entrou em aplicação o Plano Marshall, que instalou a relação especial entre os Estados Unidos e a Europa, como grandes aliados. Passados estes 69
  • Assim estamos indefesos
    Assim estamos indefesos
    Por mais que apeteça celebrar com entusiasmo o triunfo de um artista peculiar, com sensibilidade em que desejamos rever-nos, como é Salvador Sobral, é um excesso que essa alegria ocupe meia hora na abertura do telejornal.
  • Um Papa nada convencional
    Um Papa nada convencional
    A percepção é determinante. Bento XVI apareceu-nos sempre como um velho professor, fechado, austero na sua cátedra. As suas palavras como Papa exprimem pensamento que se traduz em lições e doutrina. Como se estivesse sempre a falar para audiências qu
  • Não basta derrotar Le Pen nesta eleição
    Não basta derrotar Le Pen nesta eleição
    Há 31 anos menos três dias, 10 de maio de 1981, François Mitterand recebeu 51,7% dos votos, destronou Giscard e pôs a esquerda no poder em França. Abriu uma década de vaga socialista na Europa. O noticiário da rádio, às seis da tarde desse domingo de
  • O grande teste à startup política de Macron
    O grande teste à startup política de Macron
    A startup da política criada há um ano por Emmanuel Macron está, agora, a chegar à fase em que se vai ver se tem ou não energia para liderar a mudança em curso na paisagem política francesa. É a partir de agora que se vai perceber se Macron tem ou nã
  • A Liberdade no Dicionário
    A Liberdade no Dicionário
    Neste dia 25 de Abril vem para o topo uma recomendação: procurar e entrar pela leitura do primeiro dos novos oito volumes de uma obra fundamental, o Dicionário da História de Portugal. Joel Serrão iniciou, a grande tarefa deste Dicionário nos anos 60
  • A Revolução Francesa
    A Revolução Francesa
    As sondagens mostraram-se fiáveis, a questão presidencial francesa está resolvida: salvo enorme e improvável surpresa, Emmanuel Macron vai ser, a partir de 7 de maio, presidente da França. O duelo final vai opor dois modelos de sociedade claramente
  • Présidente Le Pen?
    Présidente Le Pen?
    A pergunta mais essencial em volta das eleições presidenciais em França leva o nome de Marine Le Pen, e é esta: ela pode realmente ser eleita presidente de França? É a pergunta fulcral porque há a noção de que a eleição de Le Pen significaria, um ano
  • Qual será a surpresa final?
    Qual será a surpresa final?
    Houve um tempo em que triunfavam e influenciavam o cinema, a música e a literatura de França. Truffaut e Godard, Gréco e Ferré, Genet e Camus, Duras e Yourcenar. É uma época que começou a extinguir-se um pouco antes do final do século XX. Era uma oca

Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.