Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.

Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.

O avançado senegalês Omar Baye Niasse foi o principal responsável pelo sucesso do Hull, ao marcar dos dois golos da equipa anfitriã, aos 69 e 78 minutos, antes de Mawson reduzir o peso da derrota, já em período de compensação, aos 90+1.

O Hull subiu ao 18.º lugar da competição, o primeiro abaixo da linha de despromoção, mas tem mais um jogo disputado do que as duas equipas da cauda da tabela, o Middlesbrough, 19.º, com menos dois pontos, e o ‘lanterna-vermelha’ Sunderland, que tem menos cinco.

O Everton bateu por 3-0 o West Bromwich, com golos de Mirallas (39 minutos), Schneiderlin (45) e Lukaku (82), consolidando o sétimo lugar, a dois pontos do Manchester United, treinado pelo português José Mourinho, que tem menos dois jogos disputados.

O Bournemouth impôs-se por 3-2 na receção ao West Ham – pelo qual o defesa português José Fonte foi totalista -, resistindo a duas grandes penalidades falhadas durante a primeira parte, uma das quais pelo norueguês Joshua King, que passou de vilão a herói, ao obter um ‘hat-trick’, materializado aos 90+3 minutos.