Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.

Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.

O treinador do Sporting, Jorge Jesus, afirmou hoje que é necessário ter cuidado com o lançamento dos futebolistas jovens do plantel, dando como exemplo o caso de Gelson Martins.

“Temos que ter cuidado com o lançamento deles [jogadores]. Veja-se o caso do Gelson [Martins], que cresceu debaixo de outro grande jogador, como é o João Mário. Quando teve a oportunidade disse presente”, começou por explicar, acrescentando: “Se há alguém que acreditou no [Daniel] Podence fui eu e ele sabe-o, pois sabe onde estava quando cheguei ao Sporting.”

Na conferência de antevisão ao encontro de sábado diante do Nacional, em alvalade, o treinador ‘leonino’ voltou a abordar a larga ausência do lesionado Adrien Silva, mostrando-se, por outro lado, satisfeito pelas apostas que tem feito para o lugar do capitão dos ‘leões’.

“O Adrien esteve esta época quase quatro meses sem jogar. A recuperação está boa, pelo que me dizem. Mas esta lesão obrigou-me a alguns ajustes, experiências… não direi inventar, porque quem joga tem qualidade. Mas acertei, o Bryan e o Bruno têm estado muito bem”, declarou.

Quanto ao adversário da 26.ª jornada, Jorge Jesus salientou que a qualidade dos madeirenses não corresponde ao penúltimo lugar que ocupam na tabela.

“O Nacional é uma equipa que está a lutar para não descer e em que todos os jogos são uma final. As dificuldades que possamos ter não têm a ver com a classificação, não é por aí que os qualificamos. Dentro do que temos feito nos últimos cinco jogos, queremos ter um bom comportamento, boa qualidade de jogo e aliar isso a uma vitória”, frisou.

Apesar de o Sporting estar fora luta pelo título nacional, o técnico deixou uma mensagem aos adeptos: “São especiais e, estando a equipa em terceiro lugar, eles não se afastam. Estão cada vez mais com esta equipa e temos a responsabilidade ganhar.”

Ainda assim, Jorge Jesus referiu que ainda há um troféu importante para vencer, o de melhor marcador do campeonato.

“O Bas Dost pode procurar o título individual de melhor marcador e a equipa está a trabalhar com ele para isso. Há concorrência de qualidade de outros colegas, embora seja um objetivo”, terminou.

No sábado, o Sporting, terceiro classificado com 51 pontos, recebe o Nacional, penúltimo com 17, no estádio José Alvalade, pelas 18:15, em jogo referente à 26.ª jornada da I Liga, que será ajuizado pelo árbitro Jorge Ferreira, da Associação de Futebol de Braga.