O título francês está - praticamente - entregue.

Falta um ponto, ou nenhum, ao Mónaco, do treinador português Leonardo Jardim e onde atuam nomes tão bem conhecidos do campeonato português como Bernardo Silva, Falcao, João Moutinho ou Fabinho, para que a conquista do campeonato seja oficial.

Confuso? Passamos a explicar:

Falta uma jornada para terminar a Ligue 1, o principal escalão do futebol profissional francês, mas o Mónaco ainda tem mais um jogo, que ficou em atraso devido à intensa agenda do clube do principado que, em dada altura da época, se apresentou como candidato a todas as frentes. Ou seja, os monegascos podem ainda conquistar 6 pontos e o Paris Saint Germain, segundo classificado, com 3 pontos de desvantagem, e única equipa que ainda teria possibilidades de alcançar o título, pode apenas lutar por mais 3 pontos do cardápio. 

Matematicamente basta que a equipa orientada pelo técnico português some um ponto em qualquer um dos dois jogos que ainda tem de disputar para se sagrar oficialmente campeã. Mas pode nem ser preciso pontuar.

Num cenário em que o Mónaco perca os dois jogos e os parisienses do PSG vençam o encontro em falta e a liga termine com dois clubes no topo em igualdade pontual, a vida tem tudo para sorrir ao clube do principado. Porquê? Em França o critério de desempate por um qualquer lugar na tabela classificativa é a diferença entre os golos marcados e sofridos, e nesses números ninguém bate os monegascos com uma diferença positiva de 73 golos, superior em 17 tentos ao saldo final da equipa orientada por Unai Émeri, 56 golos.

AS Mónaco: Os 'putos' talentosos que fazem lembrar o Ajax campeão europeu de 95
AS Mónaco: Os 'putos' talentosos que fazem lembrar o Ajax campeão europeu de 95
Ver artigo

A taça de campeão nacional parece já ter destino numa altura em que a Europa já não se surpreenderá com um título. Com o decorrer da época, este foi sendo prematuramente anunciado nos pés de uma equipa que junta alguns dos maiores talentos jovens mundiais (Mbappé, Bernardo Silva ou Lemar) com talentos consagrados (João Moutinho, Falcao, Glik ou Subasic), na avalanche ofensiva que surpreendeu a Europa com a prestação na Liga dos Campeões - alcançaram as meias-finais - e no perfil de um treinador que criou ao longo de três anos um dos projetos mais sólidos e ambiciosos das principais ligas de clubes.

Amanhã, no Stade Louis II, o treinador pode fazer história no seu currículo, com a inédita conquista de um título em França, e no clube, ao quebrar um jejum de mais de uma década e meia sem se sagrar campeão nacional. 

Depois das contas da liga, o SAPO 24 olhou para os números de um campeonato épico e que deixarão o nome de Jardim, já eleito o melhor treinador desta época, na história do clube francês:

8

Uma das principais características deste Mónaco é a juventude, e jovens - talentosos - é o que não falta na equipa. O algarismo acima diz respeito ao número de jogadores com menos de 21 anos no plantel. São eles: Jorge, Abdou Diallo, Almamy Touré, Thomas Lemar, Gabriel Boschillia, Kévin N’Doram, Irvin Cardona e Kylian Mbappé.

102

Este foi o número total de golos marcados no campeonato pela equipa do Mónaco. É o melhor ataque da liga, com mais 20 tentos que a segunda equipa mais eficaz, e o segundo melhor registo dos 5 principais campeonatos europeus, só é ultrapassado pelo Barcelona, com um ataque encabeçado pela ‘temível’ MSN - Messi, Suárez e Neymar -, com 112 golos.

29 

O número de golos sofridos esta época pela segunda melhor defesa do campeonato. Melhor apenas o registo do Paris Saint Germain, com 26 golos sofridos, menos 3 tentos que a equipa de Leonardo Jardim.

21

Número de golos do melhor marcador dos monegascos. Um registo do colombinao, ex-Porto, Radamel Falcao, que voltou, esta época, a estar ao nível dos seus melhor tempos. Na tabela dos artilheiras da liga, ‘El Tigre’ está no terceiro posto atrás de Alexandre Lacazette, do Lyon com 26 golos, e de Edinson Cavani, do Paris SG, com 31 golos.

9


Maior número de assistências de um jogador dos monegascos. Neste caso falamos de Kylian Mbappé, o jovem de 18 anos, que é o segundo jogador que mais vezes serviu para golo em terras gaulesas. Melhor só Morgan Sanson, que esta época atuou no Marselha, e Montpellier, com 14 assistências.

4 

Número de golos de Guiddo Carrillo como suplente. Nenhum jogador entra e marca tanto como o argentino.

95

Número total de pontos que o Mónaco pode alcançar no campeonato esta época, caso vença os dois jogos restantes. Se o conseguir, terá o maior número de pontos do top-5 dos campeonatos europeus.

17


Número de goleadas da autoria da equipa de Leonardo Jardim no campeonato. O destaque vai para a vitória sobre o Metz, fora de casa, no primeiro dia de outubro, logo no início da época, quando a equipa do português venceu por 0-7 com golos de Guiddo Carrilo (2x), Bernardo Silva, Thomas Lemar, Fabinho, Gabriel Boschillia e Germain.

2017 

O ano em que se montou uma fortaleza no estádio monegasco. Este ano a equipa de Jardim não consentiu uma única derrota ou empate para o campeonato, tendo saído sempre vitoriosa em encontros em casa.

17 

Número de anos em que o Mónaco esteve sem vencer o campeonato francês.

O Mónaco entra em campo a 17 de maio, às 20h00, contra o Saint-Étienne; e a 20 de maio, à mesma hora, contra o Rennes.