Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.

Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.

A manifestação na capital peruana, Lima, foi convocada pela Confederação Geral dos Trabalhadores do Peru (CGTP), a maior central sindical do país, para exigir justiça e expressar o seu descontentamento contra os ex-presidentes Alejandro Toledo (2001-2006), Alan García (2001-2006) e Ollanta Humala (2011-2016), em cujos mandatos tiveram lugar os subornos.

Os mais de 2.000 manifestantes tinham cartazes contra a maioria dos líderes políticos do país com a intenção de que a Procuradoria-geral investigue o caso até às últimas consequências.