Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.

Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.

Em declarações à Lusa, Miguel Cândido, porta-voz da polícia moçambicana na província da Zambézia, onde se situa Quelimane, disse que os trabalhos de remoção da ponte iniciaram-se na quarta-feira e devem terminar dentro de 90 dias.

"É uma estrutura metálica de menos de um quilómetro, colocada no rio há cerca de 20 anos e que foi sendo corroída com o tempo até desabar há dois anos, devido às cheias", disse Cândido.

Na segunda-feira, o município de Quelimane decretou um luto de três dias pela morte de cinco pessoas e desaparecimento de 12, na sequência do naufrágio no passado sábado de uma embarcação que saía de uma margem para a outra do rio Chicapa.

De acordo com dados do município de Quelimane, dez pessoas sobreviveram ao naufrágio.

PMA // VM

Lusa/Fim