• Aqui mesmo ao lado
    Aqui mesmo ao lado
    "Os canais e os meios mudam, mas o jornalismo continua a ser o mesmo: procurar a notícia, decidir da sua relevância, exercer o contraditório com rigor, contá-la bem e publicá-la com liberdade". As 34 palavras que fecham o editorial de ontem do diário
  • Um dia para a coragem de informar
    Um dia para a coragem de informar
    Machado de Assis é um dos mais notáveis e inspiradores escritores na língua portuguesa. Cronista acutilante, ele definiu, em meados do século XIX, a imprensa como "a verdadeira forma de república do pensamento." Machado foi mais fundo no esquadrinhar
  • A reflexão dos manifestos bancários
    A reflexão dos manifestos bancários
    Vem aí mais um grupo que quer uma reconfiguração da banca portuguesa e até tem um site oficial, com personalidades que, elas próprias, já tiveram o poder de influenciar o desenho do sistema financeiro, e fizeram-no, não necessariamente da melhor form
  • Vamos pôr Portugal no sítio
    Vamos pôr Portugal no sítio
    Um dos argumentos que sempre me tirou do sério naqueles tempos em discutíamos a troika e que Portugal não era a Grécia residia, precisamente, na certeza acintosa e moralista com que esta frase era dita. Portugal não era a Grécia, porque a Grécia esta
  • Mudar, o verbo que não muda
    Mudar, o verbo que não muda
    Tudo indica que amanhã, em Lisboa, vai voltar a viver-se o caos que há uns meses paralisou literalmente a cidade: os taxistas voltam à rua com uma concentração às 8 horas e, a partir das 9, uma marcha lenta até à Assembleia da República, onde querem
  • Projecto de governação ou de comunicação?
    Projecto de governação ou de comunicação?
    As declarações de fim de austeridade, de renegociação de metas orçamentais, de projectos de reestruturação da dívida, de um "novo ciclo", um "tempo novo", de umas verdades que Bruxelas ia ter que ouvir e afins deram origem, afinal, a um Orçamento do
  • A extrema-direita esquiva-se ao velho estigma
    A extrema-direita esquiva-se ao velho estigma
    "Que percentagem de votos para os populistas?" Esta passou a ser a pergunta recorrente no apuramento de resultados de qualquer eleição europeia. Quando se diz populistas, pensa-se em forças políticas (não apenas de extrema-direita) opostas aos ideais
  • Ao Bloco: e na selecção de futebol, só homens?
    Ao Bloco: e na selecção de futebol, só homens?
    Pedia ao SAPO 24 que fizesse o obséquio de enviar esta crónica, sob a forma de carta, ao Bloco de Esquerda, esse baluarte da liberdade, que incendiou Portugal com a ideia de mudar a designação do Cartão do Cidadão, por entender que o nome discrimina
  • Brasil na hora da ressaca
    Brasil na hora da ressaca
    Agora que está dado o primeiro passo no longo processo que levará, quase inevitavelmente, à deposição da Presidenta Dilma Roussef, será a altura de fazer um balanço do que se passou e do que está para acontecer
  • A rutura
    A rutura
    A rutura das negociações entre o CaixaBank e Isabel dos Santos não é um problema apenas para o BPI – que não merecia isto. É mais um caso que abre novas fontes de incerteza num sistema financeiro que está longe de estar resolvido– leia-se, preparado
  • A parvoíce do género ou a generalidade do parvo
    A parvoíce do género ou a generalidade do parvo
    O Bloco de Esquerda é o partido mais surpreendente da Assembleia da República (e, quiçá, mesmo fora da AR, incluindo os agrupamentos dos Srs. Marinho Pinto e Manuel Coelho, se ainda os têm). Para começar, não se chama Partido, mas sim Bloco, como aqu
  • O banco mau e os três porquinhos
    O banco mau e os três porquinhos
    Mais de 30 anos depois da abertura do sector, das privatizações e da desregulação, voltamos a andar com a banca ao colo e a pagar o lastro de dívidas que vão deixando. Alguma coisa de estrutural haverá para mudar também no sector financeiro, não?
  • Adeus BPI, olá Caixabank
    Adeus BPI, olá Caixabank
    Já está o que chegou a parecer impossível: o Caixabank e Isabel dos Santos chegaram a um acordo que vai transformar o BPI num banco catalão em Portugal. Ainda não se sabe quase nada do acordo, mas sabe-se o mais importante, o que preserva o BPI e a e
  • O fim
    O fim
    A semana não tem sido apenas de chuva - tem sido mais escura que cinzenta, mais triste do que a palavra Primavera anunciava. Parece que a jornalista Tereza Coelho tinha razão: quando mais se bate no fundo, mais ele desce.
  • Seis notas sobre os Panama Papers
    Seis notas sobre os Panama Papers
    Não há solução para os "off-shores" que não seja global. Enquanto existir um, o dinheiro sujo irá lá parar. Pior do que não cobrar ou cobrar poucos impostos é garantir o sigilo absoluto dos seus beneficários e recusar colaborar com as autoridades de
  • Passos Coelho mudou pouco... e bem
    Passos Coelho mudou pouco... e bem
    Pedro Passos Coelho não é um líder isolado, não era antes deste congresso do PSD, tem o partido consigo, já tinha, mas tem sobretudo o partido atrás de si, da sua capacidade para devolver-lhe o poder. O presidente do PSD mudou alguma coisa, pelo meno

Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.