• Adoramos fait divers
    Adoramos fait divers
    Dizer que há uma semana que não há uma notícia que se aproveite na comunicação social é demasiado mas, na verdade, têm sido tantos os fait divers que, se queremos estar informados, temos de ser nós a procurar, escapando às não-notícias, evitando as a
  • 217 anos a apanhar as meias do chão
    217 anos a apanhar as meias do chão
    Não defendo a ideia de que homens e mulheres têm de ser iguais, porque não são, mas defendo a ideia de que uma relação se baseia numa partilha não apenas da intimidade mas de tudo o que esta representa, inclusivamente apanhar as meias do chão. Partil
  • Adultério à parte, somos todos #metoo
    Adultério à parte, somos todos #metoo
    Passou-nos ao lado o Information Overload Day, o dia do excesso de informação. O que tem este dia a ver com um acordão ou uma hashtag? Aparentemente, nada. Na verdade, tudo. Neste excesso de comunicação, falamos cada vez mais e comunicamos cada vez m
  • A key que faltava: fogos.pt
    A key que faltava: fogos.pt
    Lá atrás no tempo, bem atrás no tempo, cabeças rolaram para que o indivíduo pudesse ser mais do que isso, assumindo-se como figura central numa sociedade cujas hierarquias se transformaram. Hoje, raramente pensamos no significado que tem esta possibi
  • Nome de código: 'vagas'
    Nome de código: 'vagas'
    Como são definidos os tópicos mais populares? O processo é aparentemente simples e resulta de uma combinação entre o número de tweets relacionados com um determinado assunto. O algoritmo relaciona hashtags semelhantes e determina que o tema é tendênc
  • As feministas não vão de autocarro
    As feministas não vão de autocarro
    Se muito há a fazer, não é seguramente com propostas destas, ou palavras inflamadas publicadas na internet, que lá vamos. Menos ainda denegrindo a imagem do seu autor. Se a ideia é boa? Não é, porque o tempo não é de cigarras mas sim de formigas que,
  • O estado das coisas
    O estado das coisas
    O estado das coisas é mau. Isso já sabemos. Resta saber de que coisas falamos porque há tantas coisas que estão mal... Fiz por ignorar esperando que a coisa se diluísse na espuma dos dias, que corre muito depressa nos sites de redes sociais, ignorand
  • Regressar nem sempre significa voltar
    Regressar nem sempre significa voltar
    Para muitos de nós, Agosto é mês de férias. Quem tem filhos nem sempre sabe o que lhes fazer entre Julho e meados de Setembro. O Verão parece interminável, dividindo-se entre colónias ou campos de férias, actividades ou workshops e, para quem os tem,
  • Coroa de glória
    Coroa de glória
    Dizem que são sinal de sabedoria, a experiência que nos invade, acrescentando-nos charme. A ser verdade, por que razão tantas mulheres os escondem enquanto muitos homens graciosamente os exibem?
  • Meu querido mês de Agosto
    Meu querido mês de Agosto
    Agosto sempre foi (será?...) um mês de emigrantes. O regresso e a passagem pela fronteira documentados nos noticiários, numa época em que as televisões não tem muito mais a mostrar.
  • E... lá vamos nós outra vez!
    E... lá vamos nós outra vez!
    Conhecem a expressão camisa de sete varas? É assim que me sinto. Se ignorar o caso deste fim de semana vou contra tudo que penso sobre liberdades, direitos e garantias, passando também por cima daquilo que entendo por liberdade de expressão. Se alinh
  • Quota parte feminina
    Quota parte feminina
    Nisto de questões de género nem sempre o problema é o género mas sim, o género de pessoas. Se temos uma sociedade conservadora, patriarcal, sexista, machista, misógina, a culpa não é só deles. Também é nossa que permitimos, durante demasiado tempo, q
  • Bater com a porta à escravatura do glamour
    Bater com a porta à escravatura do glamour
    Quem trabalha na área da moda, na televisão, nas revistas femininas, e mesmo na rádio, é habitualmente olhado com um misto de admiração e inveja. Há um glamour associado a estas áreas que, infelizmente, não tem exacta correspondência com o real. Não
  • Abraços que queimam
    Abraços que queimam
    Não percebo nada de matas ou florestas e não é oportunismo para ganhar pageviews ou likes. É apenas a possibilidade de ampliar o eco de algumas vozes que já se fizeram ouvir sobre a catástrofe de Pedrogão. 
  • Nós, as super mulheres
    Nós, as super mulheres
    Antes de começarem a pensar no comentário que vão fazer e que possa começar por "lá está a feminista" este texto não é sobre as mulheres. É sobre os homens, mesmo o mais machista deles todos. Porque se assim não fosse, qualquer mulher era apenas mais
  • Vida interrompida
    Vida interrompida
    Por vezes temos um plano. Por vezes queremos, apenas, manter o plano. Por vezes acordamos e o plano deixou de fazer sentido.
  • A realidade real não é a que conhecemos
    A realidade real não é a que conhecemos
    Vivemos tempos contraditórios. Confusos e complicados. O paradoxo está instalado e não há como escapar-lhe. São tempos de menos e mais e de apelo constante ao consumo. Da obesidade mórbida e da excessiva preocupação com a alimentação e saúde. Da libe

Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.