Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.

Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.

A Samsung anunciou o lançamento de “Bixby” esta segunda-feira, 20 de março. Escreve o The Verge que, contrariamente a concorrentes como Siri ou Cortana, este assistente pessoal não está sustentado numa base de dados à qual é possível fazer perguntas ou dar ordens específicas. “Bixby”, diz a Samsung em comunicado, tem a função de facilitar a utilização do próprio dispositivo.

“Em vez de os humanos aprenderem como a máquina interage com o mundo, a máquina é que precisa de aprender a adaptar-se a nós”, diz InJong Rhe, chefe de investigação e desenvolvimento da Samsung Electronics. A gigante sul-coreana pretende desta forma responder ao que considera ser uma “limitação fundamental”, nomeadamente, a necessidade de estar constantemente a aprender a utilizar novos - e cada vez mais complexos - dispositivos.

“Uma vez que a Samsung faz milhões de dispositivos, isto afeta o nosso negócios”, acrescenta o responsável.

Com um botão dedicado e controlado por comando de voz, Bixby “será um primeiro passo numa viagem que abrirá caminho a novas formas de interagir com o seu telefone”, pode ler-se na nota da gigante tecnológica.

A prazo, este assistente pessoal vai ser capaz de desempenhar “quase todas as funções” do telefone, contrariamente à maioria dos assistentes que apenas suportam algumas funções selecionadas, “confundindo os utilizadores sobre o que possível fazer ou não através de comando de voz”.

A empresa deve lançar o Galaxy S8 na próxima semana numa apresentação em Nova Iorque. O dispositivo vai incorporar, desde o primeiro momento, várias aplicações que funcionam através do Bixby, segundo o comunicado. “Vamos continuar a expandir [as funcionalidades de Bixby] à medida que o tempo for passando”, acrescenta.

Num primeiro momento, os comandos de voz estarão limitados ao inglês e ao coreano, sendo que o plano é expandir ao chinês e espanhol pouco tempo depois do lançamento.