Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.

Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.

Em comunicado foi anunciado que as filmagens deverão estender-se ao longo de dois dias por diversos locais emblemáticos da cidade, num filme dirigido por Romi Meitei, realizador também natural de Manipur, uma região do nordeste indiano cuja cultura a intérprete Mangka, nascida em 1996, tem vindo a promover desde os nove anos de idade.

A canção “Nura Pakang (Eu e Tu)” será o primeiro tema de promoção da coletânea “T(H)REE”, inserida num projeto com mais de uma década do produtor David Valentim, com a missão de agrupar músicos portugueses e de todo o continente asiático, e que apresenta a sua quarta edição num disco triplo a lançar a 28 de abril, com o apoio da Fundação Oriente e com receitas a reverter para a instituição “Make a Wish Portugal.”

O tema, bilingue, tem como letristas Carlos Tê, Hélder Gonçalves, Manuela Azevedo e Mayanglambam Mangangsana, músico também natural de Manipur, o estado indiano a sudeste dos Himalaias onde a primeira parte do vídeo promocional foi já gravada.

A artista indiana Mangka junta-se hoje à banda portuguesa para gravar as secções do tema cantadas em Meiteilon, língua de Manipur, no âmbito do projeto que já fez nascer colaborações entre músicos portugueses e artistas naturais de Hong Kong, Macau, Filipinas, Singapura, Japão ou Coreia do Sul.

Descrito em comunicado da produtora como consistindo numa fusão de “pop-rock de laivos jazzísticos com a música tradicional Manipuri”, o tema de promoção deste álbum triplo deverá juntar-se aos sons de músicos portugueses como Old Jerusalem, Peixe, First Breath After Coma, Amélia Muge, Loosers, ou Holy Nothing em colaboração com músicos do Barém, Emirados Árabes Unidos, Cazaquistão, Uzbequistão e Sri Lanka.