Tudo aconteceu no passado sábado, no encontro entre o Racing Club, equipa de Milito, e o Temperley, num jogo em que se marcava a despedida dos relvados do jogador de futebol.

Santiago Fretes, que tem uma má formação genética que obrigou à amputação da uma parte da sua perna direita, decidiu improvisar para conseguir ver o jogo para além de um muro de 1,60 metros. E com o seu improviso veio um gesto de generosidade, ao partilhar uma das suas muletas com outra criança.

A fotografia desse momento foi partilhada pela própria mãe de Santiago, orgulhosa com a atitude do filho. Em entrevista ao jornal El Argentino Zona Norte, Santiago explicou que “estava a ver o Milito a dar uma volta ao campo, mas o meu amigo estava a saltar para conseguir olhar por cima do muro. Emprestei-lhe uma das minhas muletas para ele subir, é o que faço sempre para conseguir ver os jogos”.

A história pode vir a ter um final ainda mais feliz. Tudo porque graças ao mediatismo da ação, Santiago, que aguarda há vários anos por uma prótese, pode estar mais perto de ver essa situação resolvida, uma vez que o ministério da Saúde prometeu tratar do caso.

No entanto, a mãe de Santiago reagiu com alguma reserva: “Uma prótese não se coloca assim, sem mais nem menos. É algo que leva tempo. O processo demora muito, entretanto mudou o Governo e nós vamos ficando sem nada”, afirmou em declaração aos meios de comunicação.

Algo que não tem limitado Santiago, uma vez que, como é possível ver no Twitter da sua mãe, a amputação da perna não o impede de ser uma criança ativa, que joga à bola, pratica artes marciais e até consegue fazer ski. Uma verdadeira lição de vida.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.