No despacho, que entra hoje em vigor, o presidente do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), Jorge Miranda, ressalva que a atualização da classificação das zonas de produção teve em conta os resultados das ações de monitorização microbiológica e química.

O diploma delimita a produção nas zonas litorais, entre as quais o litoral de Viana, Matosinhos, Aveiro, Figueira da Foz e Nazaré, e nas zonas estuarinas e lagunares, como a ria de Aveiro, estuários do Lima e do Mondego e Lagoa de Óbidos.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.