O "autoagendamento é uma coisa essencial" disse Henrique Gouveia e Melo esta manhã, minutos antes da visita ao centro de vacinação de Monte Abraão. Este sistema "já permitiu agendar [a vacinação de] mais de um milhão de pessoas — e um milhão de pessoas agendadas manualmente é um esforço gigantesco", disse.

Apesar de assumir que "o autoagendamento sofre muitas vezes de problemas relacionados com processos informáticos", o vice-almirante reiterou que o objetivo da task force é "substituir o agendamento manual por um agendamento mais automático, porque precisamos de recursos humanos para estar a vacinar".

Henrique Gouveia e Melo foi visitar o centro de vacinação de Monte Abraão, em Sintra, que tem tido longas filas de espera. "Não há muitos centros de vacinação onde haja longas filas. Este, de Monte Abraão, é um caso específico. Isto é indesejável e temos de fazer alguma coisa para mudar isso".

Questionado sobre se estaria a ponderar uma alteração transversal na gestão do processo de vacinação, Gouveia e Melo descartou a hipótese: "temos 300 centros a operar todos os dias, aqui e ali há falhas pontuais. O que está a falhar é aplicação do método em alguns sítios e o que temos de fazer, quando aparece um problema, é resolver".

Já sobre o balanço que faz deste processo de vacinação em massa contra a covid-19, o coordenador da task force deixou a avaliação aos portugueses: "grosso modo, já demos seis milhões de vacinas: 4 milhões de primeiras doses e 2 milhões de segundas doses. E não estamos a acumular vacinas". disse.

Segundo dados divulgados esta terça-feira pela Direção-Geral da Saúde, 3.986.585 pessoas já estão vacinadas com a primeira dose da vacina, o que corresponde a 39% da população, e 2.315.000 têm a vacinação completa (23%).

A vacinação do grupo etário das pessoas com mais de 80 anos tem agora 97% (654.368 idosos) com a primeira toma já administrada e 92% (619.596) com as duas doses tomadas.

Já na faixa entre os 65 e 79 anos, 94% das pessoas desse grupo (1.515.874 ) já recebeu a primeira dose, percentagem que baixa para os 51% (811.974) no que se refere à vacinação completa — uma subida considerável face aos 43% da semana passada.

No grupo entre os 50 e os 64 anos, 59% (1.278.890) já foram vacinados pela primeira vez e outros 26% (550.352) já receberam as duas doses de vacina contra a covid-19.

Desde que se iniciou a vacinação contra a covid-19, a 27 de dezembro de 2020, Portugal já recebeu 7.263.540 vacinas, tendo sido distribuídas pelos postos de vacinação do território continental e pelas regiões autónomas 6.299.315 doses.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.