“Eu votaria a favor deste acordo porque este é o melhor acordo possível”, disse Juncker em declarações à entrada para a reunião do Conselho Europeu extraordinário destinado a fechar os termos do acordo de divórcio com o Reino Unido e as futuras relações bilaterais.

“É um dia triste, ver um país como o Reino Unido sair da União Europeia não é um momento de jubilação, mas sim de grande tristeza, uma tragédia, e temos que fazer tudo para que este divórcio deva ser tão amigável quanto possível”, referiu ainda.

Questionado sobre um eventual ‘chumbo’ do texto pelo Parlamento britânico, o líder do executivo comunitário reiterou que “o acordo é este, é o único acordo possível e a UE não irá alterar a sua posição”.

Os chefes de Estado e de Governo dos 27 reúnem-se hoje em Bruxelas para validar o projeto do acordo de saída do Reino Unido da União Europeia e a declaração política da relação futura pós-‘Brexit’.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.