O suspeito, sem antecedentes criminais, criou "inúmeros perfis em redes sociais, fazendo-se passar por um adolescente", para manter conversas de cariz sexual com raparigas, algumas com menos de 14 anos, às quais pedia para enviarem "vídeos e fotografias em poses pornográficas", adianta a PJ em comunicado.

O arguido, que, alegadamente, depois divulgava e partilhava fotografias e filmes com conteúdos pornográficos envolvendo menores, está indiciado pelos crimes de abuso sexual de crianças, pornografia de menores e aliciamento de menores para fins sexuais, adianta a PJ em comunicado.

"Para facilitar o processo de atração, o arguido partilhava fotos de jovens com idades aproximadas às das vítimas, em nudez integral e na prática de atos sexuais explícitos e adaptava o tipo de escrita e conversação aquela faixa etária", refere ainda o comunicado.

A detenção ocorreu na sequência de uma investigação desenvolvida pela diretoria do Sul da PJ por pornografia de menores e tutelada pelo Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) do Ministério Público de Albufeira.

O arguido vai ser presente a primeiro interrogatório judicial, para aplicação das medidas de coação adequadas.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.