Em declarações aos jornalistas em Braga, à margem de uma iniciativa de solidariedade com a cidade ucraniana de Ivano-Frankivsk, Inna Ohnivets disse ainda que a sua saída é um processo “normal” e afirmou desconhecer quem lhe sucederá no cargo.

“Trabalho aqui há sete anos. Para os embaixadores ucranianos, o termo da missão diplomática no estrangeiro é quatro anos”, referiu, para dar conta de que se trata de um processo normal.

O Presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, destituiu Inna Ohnivets das funções de embaixadora da Ucrânia em Portugal, segundo comunicou em 24 de junho o chefe de Estado no seu ‘site’ oficial.

Hoje, Inna Ohnivets diz que sai “muita satisfeita” com o seu desempenho, por ter conseguido estabelecer contactos “bem sucedidos” a diferentes níveis, e que deixa “muitos amigos em Portugal”.

“É um país maravilhoso, adoro a língua portuguesa, gosto muito de Portugal. Vou terminar a minha missão com saudade”, rematou.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.