"Estamos a estudar vários locais", disse Donald Trump, acrescentando que "poderia até ser no Iowa", um Estado rural onde Xi Jinping esteve em 1985 para estudar agricultura.

Na quinta-feira, a cadeia televisiva norte-americana Fox News avançava que Pequim ofereceu Macau como alternativa para os Presidentes da China e Estados Unidos celebrarem a assinatura do um acordo comercial interino.

A informação, avançada por Edward Lawrence, repórter da Fox Business, surge depois de o Chile ter anunciando que desistiu de receber o fórum de Cooperação Económica Ásia-Pacífico (APEC), devido à recente onda de protestos no país.

Xi e Trump tinham planeado reunir à margem do fórum da APEC, entre os dias 16 e 17 de novembro, para assinarem um acordo interino, visando travar a escalada na guerra comercial entre os dois países.

As autoridades chinesas confirmaram na quinta-feira que os responsáveis pelas negociações para um acordo comercial vão falar na sexta-feira por telefone, visando avançar com as negociações.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.