Fonte da polícia francesa confirmou à Lusa que “o autocarro transportava 32 pessoas, morreram quatro e há alguns feridos graves”, mas não precisou as nacionalidades das vítimas mortais do acidente, que ocorreu no distrito de Saône-et-Loire, no centro de França. A edição ‘online’ da Creusot-Info, jornal local francês, citada pela Lusa, avançava inicialmente com a existência de cinco mortos, mas actualizou posteriormente a informação, informando que um dos passageiros teria tido um ataque cardíaco mas foi possível ser socorrido e reanimado.

O acidente aconteceu às 04:30 locais (menos uma hora em Lisboa) e “visivelmente terá sido o gelo” na estrada, com “temperaturas negativas” na zona, a provocá-lo, mas “não houve colisão com outro veículo”, de acordo com a fonte contactada pela lusa.

A polícia confirmou ainda que o autocarro fazia a ligação Portugal-Suíça e que o acidente ocorreu na Estrada Nacional 79 na direção Mâcon-Moulins, num troço da RCEA (Estrada Centro Europa e Atlântico), “conhecida por ser muito perigosa em França”.

De acordo com o jornal Le Parisien, trata-se do acidente rodoviário mais grave em França desde março do ano passado, quando, na mesma estrada, 12 portugueses morreram na sequência de um choque frontal entre a carrinha em que seguiam e um veículo pesado.

De acordo com a estação de rádio RTL, há 24 feridos, incluindo três em estado muito grave.

O secretário de Estado das Comunidades, José Luís Carneiro, disse à Lusa pouco depois das 07:30 que já estava em contato com o consulado para apurar a dimensão do acidente, sem adiantar mais informações.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.