“Não há estradas cortadas devido a incêndios”, afirmou a fonte da GNR, fazendo um ponto de situação a nível nacional.

Depois de já ter tido cinco frentes ativas, o incêndio em Góis, no distrito de Coimbra, que deflagrou na tarde de sábado, encontrava-se na madrugada de hoje apenas com uma frente ativa, com 400 metros de extensão, disse o comandante operacional Carlos Luís Tavares.

De acordo com a informação divulgada na página na Internet da Autoridade Nacional da Proteção Civil (ANPC), o fogo em Góis mobilizava, às 06:30 de hoje, 1.200 bombeiros e 428 meios terrestres.

Além das estradas em Góis, a Estrada Municipal 543, na localidade de Ervedosa, no concelho de Vinhais, em Bragança, foi reaberta ao trânsito, após ter sido cortada por causa dos fogos.

Segundo informação da Proteção Civil, o incêndio em Ervedosa, que deflagrou pelas 20:30 de quarta-feira, estava hoje de manhã em conclusão (incêndio extinto, com pequenos focos de combustão dentro do perímetro do incêndio), mobilizando 14 bombeiros e quatro meios terrestres.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.