“Informamos que mulher participou na audiência de custódia na Justiça Federal, foi-lhe mantida a prisão e encaminhada para o sistema penitenciário estadual, onde permanecerá aguardando o julgamento”, disse a Polícia Federal do estado do Ceará em comunicado.

Em 18 de setembro, uma mulher de 28 anos, natural de Cabo Verde, foi presa com 1,8 quilogramas de cocaína na forma líquida no aeroporto de Fortaleza, numa operação conjunta entre a Polícia Federal brasileira e a Polícia Judiciária portuguesa.

A droga, segundo informações divulgadas, foi encontrada dentro da bagagem da mulher, num saco de vinho, envolta em papel alumínio.

De acordo com as autoridades, a cabo-verdiana saiu de São Paulo e desembarcou em Fortaleza, quando foi detida e levada para a sede da Superintendência Regional da Polícia Federal do Ceará.

A mulher tinha agendada para o passado dia 21 de setembro a passagem de avião de regresso a Cabo Verde, mas acabou detida.

A ação conjunta faz parte da Operação Caravelas que tem como objetivo a cooperação internacional das polícias Federal do Brasil e Judiciária de Portugal no combate ao tráfico internacional de drogas.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.