Segundo países europeus, as fugas fazem parte de ações de sabotagem por parte da Rússia.

"Já era previsível" que "alguns" colocassem a Rússia em causa, declarou o porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov, em conferência de imprensa, acrescentando que lançar suspeitas sobre a Rússia é "estúpido e absurdo", frisando que as fugas nos gasodutos Nord Stream 1 e 2 são problemáticas para Moscovo.

"O gás está caro", afirmou Peskov, referindo-se às fugas detetadas esta semana nos tubos da infraestrutura de abastecimento que liga a Rússia à Alemanha através do Mar Báltico.

Os dois gasodutos foram afetados por explosões submarinas detetadas ao largo de uma ilha dinamarquesa no Báltico.

A União Europeia prometeu "uma resposta firme" ao que chamou sabotagem e o governo da Dinamarca declarou que as explosões "foram atos deliberados".

A Ucrânia, sem fornecer detalhes, afirmou que as fugas são resultado de um "ataque terrorista planificado" pela Rússia contra os países europeus.

Peskov apelou "a todos" para refletirem antes de falarem e pediu para se aguardar pelos resultados das inspeções que vão determinar se as fugas foram provocadas por "uma explosão ou não".

"Esta situação exige diálogo e uma interação rápida entre todas as partes para se descobrir o que aconteceu. Até este momento, constatamos a ausência total de diálogo", afirmou.

Na prática, as fugas diminuem a possibilidade da retoma das entregas de gás para a Europa ocidental via Nord Stream 1, que já tinham sido interrompidas em setembro no contexto das tensões provocadas pela campanha russa contra a Ucrânia. ​​​

A Rússia cortou o abastecimento invocando problemas técnicos mas a Europa ocidental, que depende do gás russo, sobretudo para o aquecimento durante os meses de inverno, acusa Moscovo de utilizar o abastecimento como forma de pressão.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.