Em comunicado, a PJ refere que o homem de 43 anos e a mulher de 39 anos foram detidos pela presumível autoria dos crimes de abuso sexual de criança e de abuso sexual de menor dependente.

“Na sequência de denúncia por parte da menor de 14 anos, a Polícia Judiciária tomou conhecimento de que o padrasto terá iniciado os abusos quando a menor tinha ainda 6 anos de idade, na residência familiar, em Espinho”, refere a mesma nota.

De acordo com os investigadores, os atos sexuais terão ocorrido com conhecimento da progenitora, que se terá conformado com a situação, não afastando o agressor, nem denunciando os crimes.

Os detidos, um operário fabril e uma auxiliar de ação médica, vão ser presentes a primeiro interrogatório judicial para aplicação das medidas de coação tidas por adequadas.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.