O Dia das Nações Unidas é assinalado no dia 24 de outubro desde 1948 e pretende marcar a entrada em vigor da Carta das Nações Unidas (1945). Só em 1971, a Assembleia-Geral das Nações Unidas recomendou aos Estados-membros a celebrarem esta efeméride.

Este ano, a efeméride é marcada, entre outras ações, pela iniciativa “Turn Europe UN Blue”, promovida pelo Centro de Informação Regional da ONU para a Europa Ocidental (UNRIC, na sigla em inglês).

Em Portugal, mais de 30 municípios vão iluminar edifícios, monumentos, centros culturais, entre outras estruturas, com a cor oficial das Nações Unidas: o azul.

O Palácio Nacional da Ajuda e o Arco da Rua Augusta, em Lisboa, o Palácio da Bolsa, no Porto, o Castelo dos Mouros, em Sintra, o Castelo de Bragança, o Paço da Cultura, na Guarda, e a sede da Associação Nacional de Municípios Portugueses, em Coimbra, são alguns dos monumentos e edifícios que se vão juntar à iniciativa.

Já em outras zonas da Europa, o edifício-sede da Comissão Europeia, em Bruxelas, o Castelo de Dublin, o Palácio de Cibeles, em Madrid, e o Palácio da Paz, em Haia, estão entre os vários monumentos e edifícios que também irão “vestir” a cor azul no próximo sábado.

Segundo o subsecretário-geral da ONU e conselheiro especial do secretário-geral para as Comemorações dos 75 anos das Nações Unidas, Fabrizio Hochschild, esta ação de âmbito europeu pretende lembrar a todos “do valor universal da paz, do desenvolvimento sustentável e dos direitos humanos nestes tempos de incerteza”.

Num comunicado, o UNRIC lembrou que o 75.º aniversário da Organização das Nações Unidas (ONU) tem lugar num período de pandemia mundial (doença covid-19), indicando, perante tal contexto, que o secretário-geral da organização, o ex-primeiro-ministro português António Guterres, destacou que a missão desta instituição é "agora mais crucial do que nunca”.

Numa mensagem especial sobre esta data simbólica, o líder da ONU sublinhou que o mundo enfrenta “desafios colossais” e que “com solidariedade e cooperação globais” esses desafios podem ser superados.

Na mesma nota, Guterres apelou ainda "a todos, em todo o lado, que se unam."

Ainda em Portugal, e para assinalar este aniversário da ONU, a Imprensa Nacional/Casa da Moeda, em parceria com o Banco de Portugal e o Centro Regional de Informação das Nações Unidas, cunhou uma moeda corrente comemorativa com o valor facial de dois euros.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.