Gonçalves Pereira foi ministro dos Negócios Estrangeiros no Governo liderado por Francisco Pinto Balsemão.

O antigo ministro dedicou-se também ao ensino, tendo sido professor na Faculdade de Direito de Lisboa e administrador da Fundação Calouste Gulbenkian. Foi fundador da sociedade Cuatrecasas/Gonçalves Pereira.

Esta empresa de advogados confirmou à agência Lusa a morte do fundador, remetendo mais informações para um comunicado a emitir ainda hoje ou terça-feira.

Marcelo lamenta morte de André Gonçalves Pereira e sublinha "inteligência e brilho" do advogado

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, realçou hoje a “inteligência e brilho” do antigo Ministro dos Negócios Estrangeiros André Gonçalves Pereira.

“O Presidente da República apresenta as suas condolências à família do Professor Doutor André Gonçalves Pereira. Jurista de excecionais inteligência e brilho, professor emérito de Direito Internacional Público, causídico de prestígio nacional e internacional”, lê-se numa nota publicada na página da internet da Presidência da República.

André Gonçalves Pereira “foi defensor de um Estado de Direito Democrático”, acrescentou o chefe de Estado.

Marcelo Rebelo de Sousa endereçou as condolências à família do antigo ministro e deixou ainda “um último abraço reconhecido, já com saudade”.

Freitas do Amaral lamenta morte de antigo MNE

O fundador do CDS Freitas do Amaral lamentou hoje a morte de André Gonçalves Pereira, antigo ministro dos Negócios Estrangeiros, “considerado um dos melhores Professores da Faculdade de Direito de Lisboa”.

“Tenho muita pena de receber esta notícia porque ele era um ótimo amigo, um excelente colega e considerado um dos melhores professores da Faculdade de Direito de Lisboa”, refere uma nota escrita enviada à Lusa por Freitas do Amaral, que fez parte de governos da Aliança Democrática (AD), entre 1979 e 1983.

“Mantivemos contacto frequente até recentemente. A minha mulher e eu apresentamos sentidas condolências a toda a família, em especial à sua mulher e ao seu irmão”, adianta a mesma nota.

(Notícia atualizada às 22h59)

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.