Augusto Pólvora, autarca do PCP eleito pela CDU, de 57 anos, estava a cumprir o terceiro e último mandato na presidência do município.

Natural de Sesimbra, Augusto Pólvora era casado, tinha quatro filhos e residia na localidade dos Pinheirinhos, freguesia do Castelo, no concelho de Sesimbra, distrito de Setúbal.

Augusto Pólvora licenciou-se em arquitetura com distinção, média final de 19 valores, e foi distinguido com o Prémio do Reitor da Universidade Técnica Eslovaca de Bratislava.

Foi autor e coautor de diversos estudos, planos e projetos na área do urbanismo e arquitetura quer enquanto técnico municipal, quer enquanto profissional liberal, tendo iniciado a atividade profissional como arquiteto em 1985.

No ano seguinte, em 1986, ingressou na Câmara Municipal de Sesimbra, onde exerceu funções no Gabinete da Quinta do Conde e desempenhou, nos anos de 1988 e 1989, as funções de Chefe da Divisão de Administração e Planeamento Urbanístico.

No plano político, Augusto Pólvora foi eleito vereador pela CDU, no mandato de 1989-1993, tendo exercido funções de vereador-substituto do Presidente da Câmara, com responsabilidades diretas nos pelouros do Urbanismo, Habitação, Lagoa de Albufeira e Quinta do Conde. Exerceu também as funções de administrador-delegado da Associação de Municípios do Distrito de Setúbal entre 1994 e 2002.

Em 1997, Augusto Pólvora voltou a ser eleito vereador pela CDU na Câmara de Sesimbra, exercendo funções não remuneradas com responsabilidades diretas no Pelouro do Trânsito e Transportes.

Reeleito vereador pela CDU no mandato 2001-2005, Augusto Pólvora ficou em regime de meio-tempo, com responsabilidades diretas no Pelouro do Planeamento Urbanístico, Ambiente e Toponímia.

Em 2005 foi eleito presidente da Câmara Municipal de Sesimbra, tendo sido reeleito por duas vezes para o cargo, que desempenhou até hoje, dia em que faleceu após doença prolongada, no Hospital Nossa Senhora da Arrábida, em Azeitão.

O funeral de Augusto Pólvora deverá realizar-se na terça ou na quarta-feira.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.