A notícia foi confirmada pela família, segundo a Associated Press. "John morreu de madrugada na sequência de uma curta doença", refere um comunicado da família de Hume, antigo político católico nacionalista.

Líder católico, moderado, do Partido Social Democrata e Trabalhista, Hume é apontado como o principal "artífice" das negociações e do acordo de paz.

"Todos nós vivemos na Irlanda que ele imaginou, em paz e liberdade para decidirmos o nosso próprio destino", refere uma nota do Partido Social Democrata e Trabalhista difundida logo após a notícia da morte de John Hume.

Em 1998, o prémio Nobel da Paz foi atribuído a John Hume e David Trimble pelos seus esforços na resolução do conflito na Irlanda do Norte.

Hume era líder do Partido Trabalhista Social Democrático (SDLP) que obteve a maior percentagem de votos da minoria católica da Irlanda do Norte. Era o número dois do executivo norte-irlandês e trabalhou incessantemente para um cessar-fogo do Exército Republicano Irlandês (IRA).

John Hume partilhou o prémio com David Trimble, primeiro-ministro do governo da Irlanda do Norte e líder do Partido Unionista do Ulster, que conquistou a maioria dos votos protestantes. Hume relembrou na altura que o maior apoio para o processo de paz veio da população da Irlanda do Norte e da República da Irlanda, que aprovaram por esmagadora maioria o acordo de paz num referendo em Maio.

"A comunidade internacional expressou, de formas diferentes, o seu apoio, mas o anúncio da atribuição do Nobel a David Trimble e a mim próprio é uma clara e forte aprovação do processo de paz", disse.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.