O piloto de acrobacias morreu na quinta-feira em Washington ao embater numa berma de terra durante um salto de aquecimento e foi projetado do motociclo. O jovem temerário, de 28 anos, foi levado para o hospital, mas não sobreviveu aos ferimentos.

O vídeo do acidente foi publicado no YouTube, tendo sido posteriormente removido pela plataforma. No entanto, as imagens continuaram disponíveis em vários sites. De acordo com a BBC, é possível ver a moto cair longe do sítio pretendido e a chocar contra o monte de terra.

Alex Harvill pretendia dar um salto de 107 metros no espetáculo Moses Lake Airshow, que lhe iria valer um novo recorde mundial. O motociclista, que era casado e com dois filhos, já era o recordista mundial do Guinness para a categoria dirt-to-dirt, com um salto de 90,69 metros em 2013. No evento em Washington, Harvill estava numa Suzuki 450 enquanto tentava bater o recorde mundial de Robbie Madison de 2008 na categoria de rampa-distância de 106,98m.

Harvill nasceu na Califórnia e vivia em Ephrata, Washington, com a mulher, Jessica, e os filhos Willis, cinco, e um recém-nascido, Watson. Um apelo GoFundMe no site do motociclista refere que este era quem sustentava a família, através das acrobacias de motos e de um trabalho agrícola. Até esta manhã, o site tinha angariado mais de 42 mil dólares.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.