Em comunicado a PJ adianta que a “operação Bad Way” teve inicio há alguns meses e tem por base vários casos de fraude cometidos de forma organizada, com recurso à aplicação bancária.

A estratégia investigatória, revela a PJ, visou a localização e agrupamento das várias participações que se encontravam dispersas por várias comarcas do país, por forma "a demonstrar a atividade delituosa reiterada e organizada" e a identificar localizar os suspeitos.

Os detidos, 11 homens e seis mulheres, vão ser agora presentes a primeiro interrogatório judicial, para a aplicação das medidas de coação.

O inquérito deste processo é tutelado pelo Ministério Público de Estremoz e a operação contou com o apoio da GNR e da PSP.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.