Em comunicado divulgado hoje, a polícia de Zurique adianta que o suspeito foi detido em casa na noite de sábado, na sequência de “intensas investigações” conduzidas pelas forças policiais, em conjunto com o Instituto de Medicina Legal da Universidade de Zurique e o Instituto Forense da cidade.

As investigações, “que levaram à identificação” do suspeito, contaram também com a cooperação do Ministério Público, é referido na nota.

Ainda segundo a polícia de Zurique, “os antecedentes e os motivos do crime” estão ainda a ser investigados.

Na sexta-feira à tarde, a polícia encontrou num hotel “de negócios”, em Letzigraben, um homem morto, com cerca de 40 anos, que segundo noticia hoje o Correio da Manhã, foi posteriormente identificado como sendo um cabeleireiro português, natural da Madeira, que vivia na Suíça há dois anos.

O jornal suíço 20 Minuten revela que a polícia foi chamada ao hotel na sexta-feira ao início da tarde, cerca das 14:00, depois de várias queixas de hóspedes por barulho num dos quartos.

Nesse quarto, a polícia encontraria, depois, o cadáver de um homem que, segundo uma fonte policial citada pelo 20 Minuten, terá sido “morto com uma faca”.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.