Numa operação feita em conjunto com a Europol (organismo que coordena as polícias europeias) foi "desmantelada uma gráfica clandestina" em Huelva e "evitada a distribuição" de 250 mil euros falsos em Espanha e Portugal, segundo comunicado da Polícia Nacional espanhola.

A força de segurança acrescenta que foram detidas seis pessoas e desarticulada a organização especializada na falsificação de notas de todos os valores que eram distribuídas em lojas e bares.

Foram ainda apreendidos mais de 8.200 euros falsos em notas com o valor nominal de 10, 20 e 50 euros, duas pistolas, três impressoras, três computadores, grande quantidade de papel, materiais metálicos, cartuchos de tinta, instrumentos de corte e outros materiais destinados à contrafação de dinheiro.

A polícia explicou que a investigação teve início em março deste ano, quando foram detetadas notas falsas, tendo-se chegado à conclusão de que a organização criminosa operava a partir da província de Huelva, que faz fronteira com o Algarve, onde as notas eram aparentemente distribuídas em pequenas lojas e bares.

Em seguida, a polícia descobriu que os falsificadores não só distribuíam no sul de Espanha, como também em Portugal.

“Uma vez desmontada a gráfica e preso o responsável pela falsificação, os investigadores localizaram e prenderam os cinco distribuidores das notas falsas, tendo a organização sido completamente desmantelada”, conclui a polícia.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.