Desde o início da pandemia, Portugal já registou 3.824 óbitos e 255.970 (+6.472) casos de infeção pelo novo coronavírus, estando hoje ativos mais 31 casos.

A Direção-Geral da Saúde (DGS) indica que das 62 mortes registadas nas últimas 24 horas, 24 ocorreram na região Norte, 23 na região de Lisboa e Vale do Tejo, 9 na região Centro, cinco no Alentejo e uma no Algarve. Não há óbitos a lamentar nas regiões autónomas.

A DGS refere também que as autoridades de saúde têm em vigilância 80.521 contactos, mais 112 em relação a sexta-feira, e que foram dados como recuperados, nas últimas 24 horas, mais 6.379 doentes, num total de 169.379 desde o início da pandemia, em março.

Relativamente aos internamentos hospitalares, o boletim indica uma descida nos internamentos em enfermaria, totalizando 3.025, menos 54 do que na sexta-feira, e uma subida nos cuidados intensivos, onde estão 485 pessoas (mais quatro).

Boletim ao detalhe

A região Norte é a que regista o maior número de novos casos, com 4.070 reportados nas últimas 24 horas, totalizando 132.272 casos e 1.783 mortos desde o início da pandemia.

Na região de Lisboa e Vale do Tejo foram notificados mais 1.534 novos casos de infeção, contabilizando 88.139 casos e 1.401 mortes.

Na região Centro registaram-se mais 656 casos, pelo que se contam neste território 24.376 infeções e 487 mortos.

No Alentejo foram registados mais 97 novos casos de covid-19, totalizando 5.057 e 94 mortos.

A região do Algarve tem hoje notificados mais 57 casos de infeção, somando 4.606 casos e 42 mortos desde o início da pandemia.

Na Região Autónoma dos Açores foram registados 48 novos casos nas últimas 24 horas, somando 761 infeções e 15 mortos desde o início da pandemia (os dados regionais indicam 16 mortos).

A Madeira registou mais 10 novos casos entre sexta-feira e hoje, contabilizando-se no total 759 infeções e dois óbitos.

Os casos confirmados distribuem-se por todas as faixas etárias, situando-se entre os 20 e os 59 anos o registo de maior número de infeções.

O novo coronavírus já infetou em Portugal pelo menos 112.961 homens e 138.276 mulheres, de acordo com os casos declarados.

O boletim refere que há 4.733 casos confirmados de sexos desconhecidos que se encontram sob investigação, uma vez que estes dados não são fornecidos de uma forma automática.

Do total de vítimas mortais, 1.967 eram homens e 1.857 mulheres.

O maior número de óbitos continua a concentrar-se nas pessoas com mais de 80 anos.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.