Para o prémio Nobel da Paz, atribuído em Oslo, a opção de a atribuição acontecer na capital norueguesa “permanece em aberto” e uma decisão deve ser tomada em meados de outubro, disse a fundação encarregada de organizar os prémios.

Os prémios são anunciados no início de outubro, mas geralmente são entregues em cerimónias solenes realizadas nas duas capitais escandinavas a 10 de dezembro, data de aniversário da morte do fundador, Alfred Nobel (1833-1896).

“Penso que todos gostariam que a pandemia de covid-19 nos apoiasse, mas ainda não chegamos a esse ponto” afirmou Vidar Helgesen, diretor-executivo da fundação, citando “incertezas sobre a evolução da pandemia e das viagens internacionais”.

O emblemático grande banquete realizado na Câmara Municipal de Estocolmo para a cerimónia dos prémios já foi cancelado no ano passado, pela primeira fez desde a II Guerra Mundial, e também não vai acontecer este ano.

Mesmo sem os laureados, vai ser realizada uma cerimónia na capital sueca, possivelmente com público local, segundo a fundação.

Quanto às tradicionais conferências de imprensa dos premiados, serão transmitidas via Internet.

Os prémios Nobel, que este ano celebram o 120.º aniversário desde as primeiras atribuições, em 1901, serão anunciados entre 04 e 11 de outubro.

Segundo a ordem estabelecida, o de medicina será o primeiro a ser conhecido, seguido do da física e de química.

Os pontos altos serão os anúncios dos prémios de literatura e paz, no dia 07 e 08 de outubro, respetivamente, antes do mais recente prémio de economia, ser atribuído, no dia 11 de outubro.

AXYG // PMC

Lusa/Fim

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.