Em comunicado enviado hoje à agência Lusa, a PJ indicou que os factos aconteceram na madrugada do dia 22 de dezembro de 2019, na via pública, na sequência de "uma discussão, por motivos fúteis, entre o suspeito e a vítima, os quais já se conheciam".

Segundo a PJ, a vítima "foi brutalmente agredida a pontapé pelo autor", o que lhe "provocou graves lesões na cabeça, encontrando-se em perigo de vida e permanecendo, desde o dia dos factos, em estado de coma".

Contactada pela Lusa, fonte da Polícia Judiciária precisou que a vítima foi encontrada inconsciente, numa travessa situada na zona das Portas de Moura, no centro histórico de Évora, por pessoas que iam a passar e que deram o alerta para a PSP.

O alegado agressor, precisou a mesma fonte, tem 20 anos e era segurança numa discoteca da cidade, mas no dia dos factos não estava a trabalhar.

O detido, que é suspeito da prática dos crimes de homicídio qualificado na forma tentada e de furto qualificado, já foi presente a primeiro interrogatório judicial, tendo-lhe sido aplicada a medida de coação de prisão preventiva, a mais gravosa.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.