"O pedido de suspensão, por parte da escola, que ontem [quinta-feira] ao final do dia deu entrada na Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares, foi despachado", lê-se num esclarecimento enviado à agência Lusa.

O jornal Público noticiou, na quinta-feira, que um estudante de 16 anos terá sido agredido, na terça-feira, por um professor, dentro da sala de aula daquela escola de Penafiel, no distrito do Porto.

Segundo o jornal, "o jovem em causa sofre de surdez e teve, por isso, que receber assistência médica em dois hospitais".

A Lusa contactou hoje o estabelecimento de ensino, que se recusou a prestar declarações sobre o caso.

No esclarecimento enviado hoje à Lusa, o Ministério da Educação refere que "as autoridades estiveram no local e tomaram conta da ocorrência".

Acrescenta que "os serviços do Ministério da Educação estão em contacto permanente com a escola, tendo disponibilizado o apoio necessário".

"O Ministério da Educação repudia veementemente todas as formas de violência, em particular em ambiente escolar, convidando todos para uma atitude proativa de prevenção de comportamentos violentos e de desrespeito", refere ainda o ministério tutela.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.