A monarca, com um vestido floral e um chapéu rosa, deu as boas-vindas ao presidente e à primeira-dama no imenso pátio central deste castelo quase milenar localizado cerca de 50 quilómetros a oeste de Londres e onde vive retirada desde o início da pandemia, em março de 2020.

Sob um sol forte, o presidente de 78 anos foi saudado por um guarda de honra do batalhão de brigadeiros reais que se alinhou no relvado impecável enquanto a banda tocava marchas militares norte-americanas.

No castelo de Windsor, a visita incluiu uma parada da guarda de honra real, a interpretação do hino dos Estados Unidos e o tradicional chá. Segundo a BBC, a audiência privada do casal Biden com a rainha durou cerca de quarenta minutos.

Joe Biden, que está a realizar a primeira viagem à Europa desde que tomou posse em janeiro, seguiu para Bruxelas, para reuniões com líderes da NATO e da União Europeia antes de uma cimeira com o Presidente russo, Vladimir Putin, na quarta-feira, em Genebra.

Para a rainha Isabel II, 95 anos, Joe Biden é o 13.º presidente dos Estados Unidos com o qual se encontra no seu reinado de 69 anos.

Isabel II, que recebeu a segunda dose da vacina contra a Covid-19 no final de março, desde então realizou a maioria das suas reuniões virtualmente, incluindo audiências com embaixadores estrangeiros.

Na sexta-feira, ela e o seu filho Carlos, herdeiro do trono, organizaram uma receção na região inglesa da Cornualha com outros membros da família real para os líderes participantes da cimeira do G7.

Foi uma das suas primeiras aparições públicas após o funeral do seu marido, o príncipe Filipe, em abril e o seu compromisso mais importante desde a abertura da sessão parlamentar em Londres em 11 de maio.

O encontro entre Biden e a monarca acontece um dia após a comemoração oficial do seu aniversário, muito limitado este ano devido à pandemia. Durante o seu reinado de 69 anos, a rainha britânica reuniu-se com todos os presidentes norte-americanos, exceto Lyndon B. Johnson (1963-1969).

Donald Trump fez uma visita de Estado polémica ao Reino Unido em junho de 2019 e foi recebido por Isabel II no Palácio de Buckingham.

Na semana passada, o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, classificou as relações com o atual presidente dos Estados Unidos como “uma lufada de ar fresco”.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.