O prefeito de Lviv, Andriy Sadovyi, disse na plataforma Telegram que vários mísseis atingiram uma fábrica usada na manutenção de aeronaves militares e danificaram uma instalação de reparação de autocarros.

A fábrica tinha suspendido operações antes do ataque e não foi registado qualquer ferido ou vítima mortal, avançou.

O comando ocidental da Força Aérea ucraniana disse na rede social Facebook que as forças russas lançaram seis mísseis, com destino a Lviv, a partir do mar Negro, mas que dois dos mísseis foram abatidos.

Cerca de 200 mil pessoas refugiaram-se em Lviv, situada a 50 quilómetros da fronteira com a Polónia, mas a cidade tem sido alvo de ataques russos, o pior dos quais matou quase 30 pessoas, num centro de formação nos arredores, no fim de semana.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.