Desde o início da invasão, a 24 de fevereiro, a guerra na Ucrânia mata pelo menos cinco ucranianos por dia, refere a procuradora-geral da Ucrânia, Irina Venediktova, num documento publicado pela Interfax-Ucrânia.

Hoje “o número oficial ultrapassou a crítica e terrível marca de 100. Os dados não são definitivos, pois nos pontos problemáticos e nos territórios temporariamente ocupados o Ministério Público e as forças de segurança não têm a oportunidade de fiscalizar os atentados”, especificou.

Venediktov também disse que as forças russas bombardearam mais de 400 escolas nestes 21 dias de guerra, das quais 59 desapareceram e não podem ser usadas novamente.

“É importante que as agências especializadas da ONU decidam o mais rápido possível implementar uma missão para avaliar as violações dos direitos das crianças no contexto do conflito armado na Ucrânia”, pediu Venediktov.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.