De acordo com o governador de Sebastopol, Mikhaïl Razvojaïev, Andreï Paliï era “um verdadeiro oficial de uma dinastia militar”, que tinha “grande autoridade na frota” russa, tendo morrido no sábado em confrontos na zona de Mariupol, cidade portuária estratégica no sudeste da Ucrânia, sitiada há várias semanas pelo exército russo.

Segundo meios de comunicação social russos, Andreï Paliï foi, em 2020, vice-comandante das forças russas na Síria, onde a Rússia tem intervindo militarmente desde setembro de 2015, em apoio às forças do regime de Bashar Al-Assad.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.